logo-1.svg

Prefeito e secretária participam do 3º Congresso Brasileiro dos Direitos da Criança e do Adolescente

Congresso teve objetivo fortalecer o debate sobre pautas prioritárias para a infância e adolescência e retratar o cenário pós-pandemia

GARANTIA DE DIREITOS I O prefeito Júlio Fernando, a secretária de Educação e primeira-dama Ana Luiza Dias e a secretária Executiva – Priscila Mello participaram nesta quinta-feira, 26/05, do 3º Congresso Brasileiro dos Direitos da Criança e do Adolescente promovido pela Fundação Abrinq.

O congresso teve objetivo fortalecer o debate sobre pautas prioritárias para a infância e adolescência e retratar o cenário pós-pandemia.

O evento aconteceu presencialmente em São Paulo e contou com palestras simultâneas sobre sustentabilidade, desenvolvimento infantil, Educação, saúde mental, equidade de gênero e muitos outros temas que serão ministrados por profissionais renomados em suas áreas.

Estiveram palestrando:  

    Adriana Fóz: educadora e neuropsicóloga; 

    Cris Guterres: jornalista e apresentadora da TV Cultura;

    Diego Bezerra: presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda);

    Karen Scavacini: psicóloga e doutora em Saúde Mental, Prevenção e Posvenção do suicídio;

    Lícia Assbú: mãe, psicóloga, educadora parental e autora do livro (DES)CONECTE-SE: como se conectar com seu filho para ele se desconectar das telas; 

    Mario Sergio Cortella: professor, escritor e filósofo; 

    Milton Jung: jornalista e autor do livro É proibido calar! Precisamos falar de ética e cidadania com nossos filhos;

    Renata Lela: psicóloga, especialista em Terapia Comportamental Cognitiva Infância e Adolescência e em Psicologia Clínica e criadora dos cadernos de educação emocional A missão das Emoções;

    Silvia Colello: pedagoga com especialização em Psicomotricidade;

    Sonia Consiglio: SDG Pioneer pelo Pacto Global da ONU;

    Taís e Roberta Bento: especialistas na relação Família e Escola. São mãe e filha, educadoras e fundadoras do SOS Educação, projeto nas redes sociais e internet que ajuda pais e escolas a melhorarem a relação dos filhos com os estudos. Também são autoras do livro Socorro, meu filho não estuda!; 

    Tizuko Kishimoto: pedagoga, com doutorado e pós-doutorado em Educação. 

“Todos os profissionais que participarão das palestras, além de excelentes e renomados em suas áreas de atuação, aceitaram fazer parte do congresso de forma voluntária. Esse gesto de solidariedade é muito importante para nós, pois conseguiremos, juntos, promover o debate sobre a infância e adolescência no Brasil com conteúdos relevantes e de qualidade para o público”, relata Victor Graça, gerente executivo da Fundação Abrinq.   

O valor arrecadado com os ingressos será revertido em reformas de creches, com o intuito de melhorar a qualidade do atendimento e ampliar o acesso à educação infantil.

“O objetivo do congresso também foi fortalecer o debate sobre a infância e adolescência no Brasil e retratar o cenário pós-pandemia em temáticas que afetam diretamente a vida das crianças, como desigualdades na Educação, saúde mental, desenvolvimento infantil e tantas outras. Queremos avançar ainda muito mais em Capão Bonito nas garantias dos direitos e foi importante ouvir a visão de grandes especialistas no assunto”, destacaram o prefeito Júlio Fernando e a secretária Ana Luiza Dias.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp